Como tudo começou!!!

Talina+Romero (Março de 2009)

(Um pouco de história para saberem como surgiu o meu primeiro casamento para fotografar)

Queria fazer meu portfólio rápido e, no inicio de 2009, mesmo limitado (bem limitado) teórica e tecnicamente, eu estava procurando algum tipo de parceria para coleta de imagens de casamentos, para ganhar prática.

Estrangeiro, sem amizades de infância na cidade e conhecendo poucas pessoas, a dificuldade estava latente. Após vários contatos sem sucesso, surpresa, uma alegada fotógrafa me contatou. A pessoa em questão (que não vou revelar o nome) viu fotos minhas, do meu dia-a-dia, no meu Flickr pessoal e mostrou interesse em formar parceria comigo.

Detalhe, essa pessoa também não tinha prática nenhuma, muito menos equipamento (ok, para saber fotografar não precisa ser dono de equipamento), e eu queria um(a) fotógrafo(a) já experiente, para eu aprender, mas como eu não estava conseguindo nada… parceria feita!!!

Passado alguns dias a parceira me liga:

– Uma amiga de uma amiga minha vai casar e não se importa que a gente também vá fotografar, para ganharmos prática.

Legal. Fiquei animadíssimo, claro! Colher imagens num casamento sem compromisso algum, sem medo de errar?! Que mais eu podia querer?!

A noite que antecedeu o grande dia foi passada em branco. Com toda a certeza, eu estava mais nervoso que a noiva!! E eu não tinha nenhuma responsabilidade pelo serviço, imaginem se tivesse!

(Dia D).

Fui passando mal durante o trajeto até casa da noiva. Suor frio, enjôo, dor de estômago, etc.

Quando cheguei a minha parceira já se encontrava lá. Cumprimentei quem estava presente e ela me indicou o quarto onde a noiva estava se arrumando.

Chego ao quarto e… cadê os fotógrafos?!?!?!

A minha parceira falou:

– Os fotógrafos somos nós!

Gelei. Não caí duro por vergonha, acho!!!

Me recuperei em 30 segundos, me benzi mentalmente e dei o meu melhor.

Fui fotógrafo principal do casamento, por acidente, …ou não!!!!

(…)

A título de curiosidade, descobri depois (quando fui entregar as fotos ao casal) que a minha parceira tinha fechado contrato com a noiva. E não, não perguntei o valor!

(Desculpem eventuais misturas de português de Portugal com português do Brasil, é a força do habito)

VOLTAR AO TOPO
  • Evellyn Carvalho - 13 de julho de 2015 - 23:38

    Amei o post!! Poucos profissionais sao tao generosos na arte de ensinar, com a própria experiência, por onde começar. Parabéns!!ResponderCancelar

  • Evellyn Carvalho - 14 de julho de 2015 - 2:02

    Sensacional, Fernando! Parabens e obrigado por dividir conosco um pouco da sua história. Estou passando por algo semelhante e aprecio muito seus registros, rechados de emoçao e beleza. Seu tipo de fotografia é uma inspiração para muitos, inclusive a mim. Abraço e sucesso.ResponderCancelar

  • Andre Carvalho - 14 de julho de 2015 - 2:06

    Sensacional, Fernando! Parabens e obrigado por dividir conosco um pouco da sua história. Estou passando por algo semelhante e aprecio muito seus registros, rechados de emoçao e beleza. Seu tipo de fotografia é uma inspiração para muitos, inclusive a mim. Abraço e sucesso.ResponderCancelar

Seu endereço de e-mail jamais será divulgado ou compartilhado com terceiros. Campos obrigatórios são marcados com * *

*

*